Prefeito Daniel Guerra assina ordem de início das obras de construção da terceira pista na BR-116
Representante do Ministério dos Transportes e do DNIT esteve em Caxias do Sul para vistoria do trecho
Atualizado dia 13/03/2018 às 20:26

O prefeito Daniel Guerra assinou, na manhã desta segunda-feira (12/03), a ordem de início das obras de construção de uma faixa extra no único trecho da BR-116 ainda não duplicado no perímetro urbano de Caxias do Sul. A assinatura ocorreu durante a primeira reunião-almoço deste ano promovida pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) da cidade.

O projeto da obra foi desenvolvido pela Secretaria Municipal do Planejamento (Seplan), em parceria com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e apoio de outras unidades do Município. Reuniões foram realizadas durante o ano passado, na prefeitura, para definir o cronograma e alinhar as interferências, como drenagem, rede cloacal, mudança de parada de ônibus e postes de energia.

“Essa demanda de mais de 30 anos hoje sai do papel com data de início e de fim de obra. No máximo em seis meses a obra estará entregue para a comunidade. Vai escoar um fluxo diário de mais de 30 mil veículos melhorando efetivamente a mobilidade daquela região”, diz o prefeito.

Projeto da obra foi desenvolvido pela Secretaria Municipal do Planejamento

Foto por Mateus Argenta

Segundo Valter Casimiro Silveira, diretor-geral do DNIT, a parceria com a prefeitura pode render outras melhorias para Caxias do Sul. “O Município doou o projeto e o DNIT finalmente fará a duplicação desse trecho de um quilômetro. Agora podemos estudar outras necessidades e novas parcerias com a prefeitura para acelerar mais os processos”, explica.

Durante a manhã, representantes do DNIT e da prefeitura também estiveram no local da obra, que iniciou nesta segunda-feira (12/03). O trecho possui diversos estabelecimentos comerciais e movimenta cerca de 40 mil veículos todos os dias.

Solange Maria Cavalli Souza, 55 anos, é vendedora em um dos estabelecimentos comerciais daquela região há cerca de 40 anos. Para ela, a obra é a realização de um sonho antigo da comunidade. “Vai ser uma coisa bem boa porque nos finais de tarde sempre tem bastante movimento. Ali sempre fica tudo parado, com ônibus, caminhão, carro. Vai desafogar o trânsito e até vai evitar mais acidentes que acontecem com esse acelera e para dos horários de pico”, opina.

A extensão da nova pista será de cerca de um quilômetro. A previsão para conclusão das obras é de 150 dias. O custo estimado é de R$ 4 milhões.

Aeroporto de Vila Oliva

Ainda na CIC, o prefeito Daniel Guerra, o presidente da Câmara de Vereadores, Alberto Meneguzzi, e o presidente da CIC, Ivanir Gasparin, entregaram um ofício para Valter Casimiro Silveira, que na ocasião representava o Ministério dos Transportes. No documento, há o pedido para incluir os recursos necessários para a implantação do Aeroporto de Vila Oliva no planejamento orçamentário da União para o ano que vem. A entidade, o Executivo e o Legislativo salientaram ainda a importância e o potencial da Serra Gaúcha para o país. Com o aeroporto, haverá a possibilidade de desenvolvimento integrado de 31 municípios.

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Caxias do Sul